sábado, 3 de janeiro de 2009

MOMENTO

A tua voz calou-se para a minha,
As tuas mãos tocaram-me,
Os teus olhos fitaram-me.
Chegaste o meu peito ao teu...
Consigo ouvir-te viver,
Respiro-te o ar…
Não quero jamais saber
Como será não te amar…

1 comentário:

*flor* disse...

Há momentos que perduram... (para sempre)

=)

beijito*