terça-feira, 24 de março de 2009

SEM DISTÂNCIA

Sentado, sonolento
Ignorando tudo a tua volta,
Vives a imaginação
E provas o momento…
Devagar
Para não acabar…
O vestido desliza
Do corpo para o chão,
E o corpo te recebe
Em plena paixão!
Inundas de desejo
A alma que te acolhe
Desde sempre, com um beijo...

1 comentário:

Hermes disse...

Continuas a escrever.... (sem palavras)

Beijo